Final de semana com os amigos da escola – Parte 2

Nós nos deitamos, cada um sem seu lugar,
e apagamos as luzes. Alguém começou a
contar uma história de terror, acho que foi

o Gabriel, eu não prestei muita atenção.

Em um momento da história, Yuri levou sua
mão até a minha, mas quando percebeu o
que fez, rapidamente soltou. Depois que
Gabriel terminou, todos nós fomos dormir.
Eu não estava com sono, mas depois de um
tempo, Yuri já estava dormindo, e Rodrigo
roncava baixinho. Eu não me mexia, não
queria acordar ninguém, eu achava que
todos estavam dormindo. Mas eu ouvi um
barulho estranho, um barulho meio molhado,
vindo da cama, e eu então percebi que
alguém estava chupando alguém ali, ou
então estavam apenas se beijando. Eu não
falei nada, mas estava com tesão. Após

a “movimentação” cessar na cama, eu
finalmente caí no sono.

Sábado a gente só acordou de 1 da tarde,
Márcio foi o primeiro. Nós nos arrumamos
e fomos comer em uma pizzaria que tinha
na mesma rua. Ao voltarmos, nós ficamos
assistindo televisão. Gabriel foi no quarto
dele e voltou com um DVD nas mãos,
anunciando: “pornô na área”. No vídeo,

uma loira gostosa transava com dois caras.
Uma hora era levava no cu e chupava a rola
do outro, outra hora, ela levava na buceta

e chupava uma rola. Mais para o final, ela
levava no cu e na buceta. Rodrigo e Márcio
logo no início do filme botaram seus pintos
para fora, e ficaram se masturbando. Com o
desenvolver do filme, Gabriel também tirou,
e eu tirei o meu na metade, seguido de Yuri.

Em um momento, Gabriel meteu a mão

no pau de Márcio e ele retribuiu: Ficaram
masturbando uns aos outros. Márcio,

que estava entre Gabriel e Rodrigo,

botou a mão no pau de Rodrigo também,
que consecutivamente, começou a me
masturbar (além de Márcio). Finalmente,
eu passei a bater uma para Rodrigo e

Yuri, que batia para mim também. Tudo
isso aconteceu sem ninguém falar nada,
como se fosse algo comum no nosso
dia-a-dia. Quando começou a cena de dupla
penetração, Márcio e Gabriel já haviam
gozado. Eu acelerei um pouco e Rodrigo
seguiu o mesmo caminho. Eles três foram
para o banheiro, se limpar. Ficamos eu e
Yuri lá, cada um punhetando o outro, sem
falar nada. Assim que eles saíram, eu parei
de olhar para a TV e fiquei olhando para
Yuri. A mulher estava chupando um pau, e
eu não resisti: Caí de boca no pau de Yuri,
que gozou em menos de 20 segundos. Eu
me levantei e fiquei de frente para Yuri, que
colocou a mão no meu pau e começou a
chupar. Eu bombei na boca dele e gozei,
também bem rápido.

Corremos para o banheiro, os outros três já
estavam saindo. Cuspimos o esperma na
pia. Desde que o filme havia começado, nós
dois não tínhamos falado nada. Foi então
que eu disse “que boquinha gostosa hein”
“igual a sua” a gente deu uma risadinha. Eu
lavei meu pau com um mini-chuveirinho que
tinha lá, e saí para ele poder fazer o mesmo.
enquanto ele lavava, eu esfreguei meu pau
na bunda dele, sem chegar no seu reguinho.
ao olhou para trás e deu um sorriso. Quando

íamos saindo do banheiro, eu na frente, ele
fez a mesma coisa comigo. Eu me virei e
nos beijamos rapidamente.

Voltamos na sala e fomos jogar Banco
Imobiliário. Após uma hora de jogo,

Márcio já tinha falido, e ficou lá na mesa
observando. Rodrigo foi o próximo a perder.
Eles dois foram jogar futebol no quarto de
Grabiel, que foi o próximo a perder. Quando
Gabriel deixou a sala, só estávamos eu e
Yuri lá. Eu estava dominando o jogo, havia
comprado as fichas de todo mundo nos
“leilões” que a gente fazia. Foi aí que Yuri
caiu no meu singelo hotel em Morumbi. Ele
não tinha como pagar. Eu disse: “não dá pra
pagar o aluguel é?” “não” “então me paga um
boquete que eu te deixo passar”.

Yuri falou: “Eu já chupei uma vez mesmo,
bota pra fora” e eu o fiz. Meu pau não estava
totalmente duro, mas quando Yuri começou
a lamber as minhas bolas, ele logo ficou.
Yuri deu uma chupada na cabecinha, e
lambeu todo o corpo do meu pênis. Quando
ele começou a tentar enfiar tudo na boca,
eu falei “calma, tem gente em casa” ele riu
e se engasgou “então guarda isso e vamos
continuar o jogo”. Não adiantou, ele caiu

em outro hotel meu duas rodadas depois,
declarando falência. Eu venci o jogo. Nós
arrumamos o jogo e eu perguntei “e aí, qual
o meu prêmio?” “um parabéns” “só?” “quer
mais o quê?” então, eu respondi, em tom

de brincadeira: “Quero chupar seu cu” “é?
Mas nem vai, haha”. Eu passei a mão na sua
bunda e disse: “Será?”.
A gente foi para o quarto de Gabriel, e
Rodrigo estava se preparando para sair,

ele falou que a irmã tinha adoecido e ele

ia com ela e os pais ao hospital. Quando

ele saiu, eu sabia que seria mais fácil fazer
o que eu queria. Estávamos nós quatro no
quarto, e eu perguntei: “E então, quem foi
que chupou quem ontem a noite?” Márcio

e Gabriel se entreolharam, e eu continuei,
rindo “Eu não sou surdo, e vocês não são
inocentes”. Márcio e Gabriel continuaram
calados. “Podem falar, eu já chupei o Yuri e
não vejo problema em contar isso a vocês,
afinal, somos amigos, ninguém vai contar
nada para mais ninguém”. Yuri olhou para
mim, meio surpreso “Sim, e eu chupei o pau
do Lucas”. Eles continuaram calados, mas
começaram a se mover: Márcio se deitou
na cama, abaixando as calças, Gabriel subiu
em cima dele, abaixando as calças também,
então, ele girou na cama, formando um 69.
Então, um começou a chupar o pau do outro.

Yuri olhou para mim e falou “Aquilo que você
pediu na sala…” “sim?” “você ainda quer?”

“ô se quero”. Yuri me levou para a sala, e
chegando lá, abaixou suas calças, de costas.
Ele se apoiou no canto do sofá e deixou a
bunda empinada para cima. Eu entendi. Me
aproximei dele, fiquei se joelhos, e abri bem
sua bunda. Minha língua foi direto em seu
anelzinho, que deu uma piscada. Tentava
penetrar seu cu com minha língua, lambia
tudo ao redor, dava mordidas em sua bunda.
Minha língua descia até suas bolas, e então
subia novamente, voltando a tentar penetrar
seu rabo. Ele gemia. Quase não havia pelos
lá, e eu acho, que pela idade, ele tinha
Continua…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *